Desde sempre lembro-me viajando em imagens. Primeiro elas fugiram de meu olhar interno e se faziam ver mergulhadas em papel e cores. Depois vieram as palavras e a inspiração dos sonhos, pois foi a realidade que, muitas vezes, trouxe os pesadelos. Em busca de organizar este mundo interior surgiu a Ilha.União de idéias e sonhos, asas que herdei. Apresento-a em pequenos trechos e peço que questionem, perguntem muito para que ela possa tornar-se mais rica e interessante, lugar melhor pra viver.

18.4.15

Lá em casa mora um lobo mau...




em casa mora um lobo mau...

Um dia ouvi sons estranhos que pareciam vir do banheiro. Eram roncos esquisitos que surgiam de repente.
Como estou ficando velha pensei que era caduquice, mas os barulhos continuaram e não me deixavam relaxar.
Custei a perceber que não eram da casa onde moro, mas da outra casa que me abriga a vida, o meu corpo.
Os doutores nada resolveram, falaram nomes esdrúxulos e tomei pílulas aos montes, sem resultado.
Se, com o tempo de vida, nos tornamos mais espertos ou sabidos, também ficamos mais desconfiados. Então, matutei bastante, resolvi  chamar aqueles desconfortos de meu lobo mau e descobri que ele mora em mim desde sempre, nasceu comigo e apenas era tão pequeno que não o percebi direito.
Agora que estou encolhendo, ele cresce e ganha espaço dentro de mim.
Quando os netos me visitam escondo o lobo sob a minha cama para não assustá-los,  mas conto histórias gaiatas sobre ele para que as crianças o conheçam melhor, se acostumem e percam qualquer medo.
De fato, descobri que ele nem é mau! As pessoas que assim o chamam mudariam de opinião se o conhecessem direito. Quando ele ficar maior que eu, vou estar leve e experimentarei a floresta, tão conhecida dele, sem medo.
O meu lobo vai me levar para conhecer caminhos e belezas que nunca vi.

Itaipava, em 15-03-2015



Angela Schnoor

2 Comments:

Blogger Eduardo Oliveira said...

O lobo mau pode ser nosso lado selvagem. Gostei Ângela

9:55 PM

 
Blogger Angela said...

Sim Dudu, no meu caso, é a morte, que nasce junto conosco e vai crescendo...
obrigada, sim?

12:55 PM

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home